Anderson Dias Almeida, Advogado

Anderson Dias Almeida

Vila Velha (ES)
19seguidores10seguindo
Entrar em contato

Sobre mim

Advogado e Consultor Jurídico. contato@andersondias.adv.br

Principais áreas de atuação

Direito Civil, 33%

É o ramo do direito público interno dedicado à análise e interpretação das normas constitucionais...

Direito do Consumidor, 26%

É um ramo do direito que lida com conflitos de consumo e com a defesa dos direitos dos consumidor...

Direito Imobiliário, 20%

É o conjunto de normas que regula as relações externas dos atores que compõem a sociedade interna...

Direito Financeiro, 20%

É o ramo do direito privado que trata e regulamenta vários aspectos da vida privada, tais quais o...

Comentários

(11)
Anderson Dias Almeida, Advogado
Anderson Dias Almeida
Comentário · há 2 meses
Obrigado @fernandolazarini
Essa é uma excelente sugestão, poucos tem conhecimento do SCR e de como consultá-lo.
Esse sistema é a famosa "lista negra" dos bancos.
Mas, ele tem limites, os bancos só podem consultar as informações dos clientes dos últimos 24 meses.
O SCR também tem seu lado positivo, ele serve com instrumento para negociação de dívidas com os bancos desde que você saiba interpretá-lo.

Recomendações

(16)
Marcio Carneiro, Analista de Desenvolvimento de Sistemas
Marcio Carneiro
Comentário · há 2 meses
Continuo com o princípio que o poder emana DO POVO, e não, INDIRETAMENTE do povo.
Em verdade, o "jeitinho" de interpretar a "transferência" de poder por concurso ou indicação política NÃO CONFERE PODER.

Mesmo que haja legislação infraconstitucional que aceite o poder sem a eleição direta pelo povo, ainda assim, tal legislação deverá ser submissa à lei maior que EXIGE o eleito pelo povo para ter poder.

É certo que a autarquia está no poder executivo, mas o conceito de autarquia não está vinculado, é válido para o judiciário, tal como ele existe hoje no Brasil.

Certamente que se você citar a lei atual TUDO o que quiser ser legal, o será, pois haverá um meio legal de o fazer. Não à toa que o Mensaleiro da Silva está preso muitos anos depois de ter cometido seus crimes. E é por força de lei.

Até hoje tem advogado entrando com medida judicial para livrar o criminoso, até mesmo para concorrer à cargo eletivo.

A questão central não é o que está NA lei hoje, mas os PRINCÍPIOS sobre os quais a lei deveria ter sido feita.

Na letra da lei você está certo, mas isto não nos tira de onde estamos.

Todo representante deve ser eleito: o JUIZ da cidade deve ser eleito, o Chefe de Política da cidade deve ser eleito, o Conselheiro da cidade deve ser eleito, o Prefeito da cidade deve ser eleito, o Advogado-geral da cidade deve ser eleito. Então, teremos PODER nos representantes do povo.

O que temos no Brasil é uma República Absolutista herdada de uma Monarquia Absolutista - ressalvando o Império de S. M. I. Dom Pedro II.

Perfis que segue

(10)
Carregando

Seguidores

(19)
Carregando

Tópicos de interesse

Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em Vila Velha (ES)

Carregando

ANÚNCIO PATROCINADO

Anderson Dias Almeida

Entrar em contato